Saúde

Você sabe quais são os requisitos para doar sangue?

Por 14 de novembro de 2019 Nenhum comentário

Dezesseis brasileiros em cada mil são doadores de sangue, o que representa 1,6% do total da população.

A estimativa é de que 66% dessas doações sejam de pessoas que buscam os centros de doação voluntariamente. A média de doações no país está dentro da meta da Organização Mundial de Saúde (OMS), que preconiza que entre 1% e 3% dos habitantes de um país sejam doadores de sangue.

Segundo o Ministério da Saúde, as taxas de doação ficaram estáveis, o que demonstra uma conscientização da população. No entanto, é necessário fortalecer as doações, aumentar a quantidade dos estoques no país.

O que é a doação de sangue?

A doação de sangue é um gesto solidário de doar uma pequena quantidade do próprio sangue para salvar a vida de pessoas que se submetem a tratamentos e intervenções médicas de grande porte e complexidade.

As transfusões não somente formam parte do tratamento de determinadas doenças, como também ajudam a salvar vidas perante situações clínicas graves. Normalmente, vítimas de acidentes de trânsito e de outras situações que gerem trauma físico intenso, precisam recorrer à transfusão.

Por que doar sangue?

A doação de sangue é um ato voluntário e altruísta de extrema importância, pois o sangue humano não pode ser fabricado artificialmente. Logo, o sangue humano é insubstituível. Por isso, o Ministério da Saúde reforça a importância de os brasileiros adotarem a cultura solidária da doação regular e espontânea de sangue.

Uma única doação pode salvar até quatro vidas. Um simples gesto de amor e solidariedade pode gerar muitos sorrisos. Faça sua parte, independentemente de parentesco entre o doador e quem receberá a doação.

Quem pode doar sangue?

A doação de sangue pode ser feita por pessoas que tenham determinadas condições clínicas para isso. Inclusive, a quantidade de restrições é um dos motivos pelos quais os bancos de sangue padecem de material.

O rigor extremo na aceitação de doadores é fundamental para assegurar a qualidade do material. Essa triagem restrita segue normas internacionais e nacionais, e também promove a segurança do doador e do receptor.

Existem requisitos básicos para a doação de sangue. Além destes, há impedimentos temporários ou definitivos que limitam essa doação.

Requisitos fundamentais para a doação de sangue:

  • Idade entre 16-69 anos.
  • Ter feito a primeira doação até 60 anos.
  • Ter dormido como mínimo seis horas durante as últimas 24 horas.
  • Possuir no mínimo 50 kg de massa corporal.
  • Manter uma dieta equilibrada e evitar o consumo de gorduras por, no mínimo, quatro horas antes de realizar o procedimento.
  • Contar com bom estado de saúde.
  • Ter em mãos documento de identificação com foto, expedido por órgão oficial. A foto deve ser recente.

Impedimentos temporários para doar sangue:

  • Estar amamentando caso o parto tenha ocorrido há no mínimo 12 meses.
  • Consumidor bebida alcoólica nas últimas 12 horas.
  • Ter feito cirurgia odontológica nas últimas 4 semanas.
  • Estar com herpes bucal ou genital.
  • Ter ou estar em tratamento para Herpes Zoster. A doação poderá ser feita somente seis meses após a cura.
  • Ter tomado vacina contra gripe nas últimas 48 horas.
  • Ter feito maquiagem definitiva ou tatuagem nos últimos 12 meses.
  • Parto normal há menos de 90 dias ou parto por cesariana nos últimos 180 dias.
  • Fazer sessão de acupuntura com materiais descartáveis nas últimas 24 horas.
  • Ter feito sessão de acupuntura com material de procedência duvidosa nos últimos 12 meses.
  • Frequentado local com surto de febre amarela nos últimos 30 dias.
  • No caso de ter contraído febre amarela, aguardar recuperação e esperar por seis meses para doar sangue.
  • Ter tomado vacina contra febre amarela nas últimas 4 semanas.
  • Para resfriados é preciso esperar 7 dias depois do desaparecimento dos sintomas.
  • Tratamento de canal ou extração dentária nos últimos 7 dias. Esse tempo pode oscilar dependendo da medicação usada. Consulte o seu odontologista.
  • Ter realizado procedimentos endoscópicos seis meses antes da doação.
  • Situações de risco de ter contraído DSTs devem ser consideradas. Para isso, é necessário aguardar 12 meses.
  • Ter estado em locais onde a incidência de malária é expressiva. Os principais estados brasileiros são Amazonas, Acre, Rondônia, Maranhão, Roraima, Amapá, Tocantins, Pará e Mato Grosso.
  • No caso da hepatite causada por uso de medicação, após a cura é preciso recorrer à avaliação médica. Caso esteja completamente curada/o, será apta/o à doação de sangue.

Impedimentos definitivos para doar sangue:

  • Hepatite B e C;
  • Vírus HIV;
  • AIDS;
  • Afecções atreladas ao HTLV;
  • Doenças de Chagas;
  • Hepatite depois de ter completado 11 anos;
  • Malária.

Quanto tempo o organismo leva para repor o sangue doado?

O organismo repõe o volume de sangue doado no mesmo dia.

Apesar de ser um procedimento simples, é importante ter alguns cuidados após a doação de sangue. As principais recomendações após a doação de sangue são:

  • Aumentar a ingestão de líquidos;
  • Não fumar por aproximadamente 2 horas;
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas por 12 horas;
  • Não fazer esforços físicos exagerados por, pelo menos, 12 horas;
  • Manter o curativo feito no local por, pelo menos, quatro horas.

Com que frequência uma pessoa pode doar?

Para homens, o intervalo mínimo entre as doações é de 60 dias (com até quatro doações no período de 12 meses). Para mulheres, o intervalo mínimo é de 90 dias (com até três no período de 12 meses).

Quanto tempo dura a doação de sangue?

O procedimento todo (cadastro, aferição de sinais vitais, teste de anemia, triagem clínica, coleta do sangue e lanche) dura em média 40 minutos.

Quais são os cuidados pós-doação que o doador deve seguir?

Após a doação, descanse durante 5 ou 10 minutos. Não fume pelo durante uma hora e nem tome nenhuma bebida alcoólica durante cinco horas. É importante que você não realize nenhum esforço físico até o dia seguinte ao da doação usando o braço do qual foi retirado sangue. E o mais importante, compartilhe sua experiência com seus amigos para que estes também se sintam motivados a doar sangue.

Em suma, a doação de sangue é um gesto de amor ao próximo, seja ele conhecido ou não. É extremamente importante que a população se conscientize acerca da necessidade de doar sangue, haja vista que os Hemocentros ainda lutam diariamente para conseguir manter os estoques em dia.

 

 

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.