DicasMamãe & Bebê

10 Dicas de como ter filhos felizes!

Por 23 de janeiro de 2019 Nenhum comentário

O propósito da vida é a felicidade. Principalmente quando essa felicidade está ligada aos filhos. A felicidade para as crianças é considerado um sentimento que as enche de emoção, nervosismo e exaltação. Ainda mais, é a forma mais pura de lidar com a inocência do mundo infantil, é um bater acelerado do coração, uma conquista, um sonho alcançado.

Nós sabemos que existem variados momentos que podem ser caracterizados como a felicidade de uma família, assim como:

  • Segurança
  • Bem estar
  • Tranquilidade
  • Harmonia
  • Despreocupação

Esses são alguns dos estados ideais para que as crianças cresçam, floresçam e sejam felizes.

Pensando nisso, preparamos 10 dicas para você incentivar a vida emocional do seu filho, e fazê-lo mais feliz e realizado. Você quer ter filhos felizes? Então aposte nessas dicas!

 1. Preserve as tradições

Manter a cultura da família é essencial para que a criança se sinta em seu círculo familiar. Tomar café da manhã, almoçar e jantar juntos, passará confiança de que a família sempre estará ali presente. Do mesmo modo, você também deve apostar em assistir filmes pelo menos uma vez ao mês, manter as decorações típicas do Natal e dos aniversários. Nessa fase, é importante a criança perceber a importância da relação familiar.

     2. Enalteça o empenho deles

Sempre que seus filhos se esforçarem para realizar uma atividade, elogie os esforços deles. É importante frisar que, o certo não é dizer para o seu filho que ele é perfeito e é bom em tudo que faz. Você deve se concentrar no esforço e na ação que eles tem para realizar tal função, assim como, ao invés de você dizer “Vocês são ótimos nisso”, diga “Vocês trabalharam duro nisso”. Assim, eles aprenderão que os seus esforços são importantes, independente do resultado.

    3. Sejam pais felizes

Toda criança tem os pais como exemplo, portanto, ser o modelo de felicidade para os seus filhos é a melhor forma de encorajá-los a serem felizes. Os pais são como espelhos para os filhos, eles se enxergam ali, não importa se estão juntos ou separados, o importante é a presença na vida deles. É difícil para a criança ser feliz quando ela vê e convive com pais que não são. Assim, é possível prever o quão bem as crianças vão ser emocionalmente , socialmente e academicamente, devido ao que os pais são.

   4. Certifique-se que eles tenham tempo para brincar e se divertir

Criança que é criança deve aproveitar as vantagens que a idade proporciona. Fazer os deveres de casa e as atividades extracurriculares é uma tarefa importante, mas o dever deles é realmente brincar. Então, separe um tempo todos os dias, com poucas exceções, para os seus filhos se dedicarem as brincadeiras. Já foi comprovado que a falta de brincadeira afeta no desenvolvimento emocional da criança, levando-a a ter problemas de ansiedade, depressão, autocontrole e problemas de atenção.

5. Evite ao máximo que puder discussões e brigas na presença das crianças (Boa relação entre os pais)

Todos sabemos que todas as famílias tem problemas, até mesmo aquelas que parecem perfeitas. Sejam problemas financeiros, saúde, mudanças e muitos outros. Portanto, não se esqueça que as crianças estão vivendo no mesmo ambiente que você, e que os seus ouvidos podem escutar muito mais do que deveriam e imaginar muitas coisas. Assim, as incertezas e preocupações podem surgir, fazendo com que a insegurança se torne presente. Dessa forma, mantenha suas discussões longe deles, em sigilo, para que elas vivam a sua fase sem se preocupar com nada, sendo mais felizes e despreocupadas.

     6. Constitua momentos e memórias felizes

Fazer da sua vida e da vida dos seus filhos uma vida feliz e cheia de momentos bons, é essencial. Não se preocupe com muito luxo, ninguém precisa de muito luxo para ser feliz, apenas basta as pessoas que amamos e que se preocupam conosco do nosso lado. Criar boas lembranças sejam elas, engraçadas, inesperadas, tranquilas ou até mesmo aquelas incentivadoras, é um ótimo momento de ser lembrado. Lembranças boas podem transformar crianças em adultos melhores e com uma expectativa boa de vida.

     7. Os incentive a realizar suas próprias tarefas

A maioria dos pais prefere ajudar os filhos nas tarefas escolares, e muitas vezes acabam dando as respostas de “mão beijada” para que eles consigam finalizar a questão e passar uma imagem de bom aluno. Mas, é necessário estar atento nessa fase, pois não é bem assim que as coisas devem funcionar. Deixar que seus filhos realizem suas próprias tarefas é essencial para o crescimento escolar dele. Não faz mal ajudá-lo em alguma dúvida, ou em uma questão que esteja muito difícil, mas é importante deixá-lo realizar a tarefa sozinho, para que ele consiga tirar suas dúvidas com o professor e entender realmente qual está sendo a sua dificuldade. Nessa fase, o seu filho perceberá que é independente, e que precisará correr atrás para atingir o seu objetivo.

     8. Não compare os seus filhos entre eles e com os amigos (Não exija filhos perfeitos)

É natural que os pais passem a comparar os seus filhos com outros para procurar pontos de referência diante de comportamentos e atitudes, mas isso não é bom para o seu filho. Entenda que todas as crianças são diferentes e que compõe diferentes personalidades, desenvolvendo o seu próprio ritmo e temperamento. Comparar o seu filho com outra pessoa, dá a entender que você deseja que ele seja diferente, e não do jeito que ele é. Assim, você irá criar um sentimento de desprezo por parte da criança, deixando-a infeliz.

9. Permita que eles errem (É normal errar)

Errar é humano e é um ciclo da vida. Errar significa que você está tendo chances e que você e nem ninguém é perfeito. Se os seus filhos estão errando, eles estão tentando coisas novas, aprendendo com isso e descobrindo outras sensações que a vida tem a oferecer. Incentive o seu filho a tentar sempre, mesmo que no meio do caminho não dê certo, o importante é persistir, o erro é o estado da evolução, não se esqueça disso. Assim, quando ele estiver trite por errar, lembre-se do próximo e último conselho, o conselho número 10.

     10. Oriente o seu filho que emoções negativas são saudáveis

O sentimento de insegurança, raiva, tristeza, chateação fazem parte do ciclo emocional de qualquer adulto e criança. Ensinar o seu filho que esses sentimentos fazem parte da vida é de extrema importância. Você pode dar um exemplo ao seu filho de que esse sentimento é normal quando você estiver brava ou chateada com alguma coisa. Apenas olhe para ele e diga que você está passando por isso agora, mas que todo sentimento ruim passa rápido, e que faz parte da vida. Assim, o seu filho irá entender melhor os ciclos “negativos” da vida e aprenderá a lidar melhor com eles.

Por fim, você pode ver que para fazer o seu filho feliz não necessita que você compre nada para ele. Basta dedicar-lhe tempo, atenção, participar da vida dele em pró da educação e do amor. Faça perguntas a ele, fale com ele, deixe que ele fale sobre os seus sonhos e suas vontades. Assim, além de ser mãe e pai, você criará um ciclo de amizade com o seu filho para que ele compartilhe tudo da sua vida com você. Os pequenos detalhes fazem a diferença.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.