Entrar e sair de ambientes com ar-condicionado com frequência pode comprometer as defesas do organismo?

A imunidade pode ficar abalada?

É comum você sair de casa com roupas leves e se surpreender no decorrer do dia com a queda brusca de temperatura. E o seu organismo acaba sentindo as alterações climáticas. Resfriados, pneumonia, asma, rinite e outros processos alérgicos são corriqueiros.

 

Com as temperaturas batendo recordes de calor cada dia, só mesmo um ar-condicionado para amenizar a temperatura quente. Se a sensação ao chegar a um ambiente geladinho é de alívio, o entra e sai de lugares quentes e frios pode ser bastante prejudicial ao organismo e pode provocar ou agravar uma série de doenças.

Qualquer choque térmico pode causar problemas de saúde, pois mexe com a liberação de hormônios. Com o tempo, a exposição ao quente e ao frio, desequilibra o sistema hormonal. Isso acaba causando alergias e deixando o sistema imunológico mais fragilizado.

As pessoas mais suscetíveis a doenças, são aquelas que trabalham parte do dia na rua e outra parte em locais com ar-condicionado. Ou quem entra e sai de bancos, shoppings e do carro refrigerado. Quem é alérgico sofre mais ainda, já que as variações de temperatura são fatores de agravo para as crises.

 

O ar-condicionado

Além de impedir a circulação do ar, o que facilita a transmissão de vírus e bactérias, o ar-condicionado resseca o ambiente, deixando as mucosas do nariz e da garganta secas e irritadas. No entanto, algumas medidas devem ser tomadas para que esse equipamento não cause danos à saúde.

Deve-se limpar o filtro do ar condicionado de três em três meses para manter a qualidade do ar e não ocasionar problemas respiratórios. Arejar o local para não criar acúmulo de vírus e bactérias também é outra orientação ao usar o equipamento.

Mas o ar-condicionado não é de todo mau. O problema é o excesso. Para fazer do aparelho um amigo da saúde, basta usá-lo numa temperatura não muito baixa e manter a limpeza dos filtros.

 

Crianças e idosos

Crianças e idosos são os pacientes que mais sofrem com as alterações na temperatura. Pois assim, os mais novos ainda estão com o seu sistema imunológico em desenvolvimento. Esse fato torna as crianças mais vulneráveis às infecções virais. E os mais idosos, não têm um organismo tão eficiente para combater as doenças. É importante também estar atento com quem sofre com problemas respiratórios, é sempre bom evitar lugares fechados.

Proteja-se dos choques térmicos

Evitar o choque térmico é fundamental para não adoecer com as alterações bruscas do clima. Prevenir-se levando um agasalho é outra dica para não ser pego de surpresa ao longo do dia. Em situação contrária, quando estiver em local com ar condicionado, o ideal é sair para um lugar com temperatura mais próxima da ambiente, assim o organismo se adapta naturalmente à elevação climática.

Recomendações

Para se proteger das adversidades causadas pelas mudanças do tempo, é de suma importância beber muito líquido. Além disso, mantenha uma alimentação rica e equilibrada, assim, você manterá o seu organismo forte. Quando o uso do ar-condicionado for inevitável, é fundamental proteger a imunidade, fazendo hidratação com água fresca em intervalos regulares e lavar o nariz e os olhos com soro fisiológico.

Outra orientação, principalmente para quem sofre com problemas respiratórios, é evitar lugares fechados.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.