Saúde

O que é Candidíase e como tratar?

Por 31 de janeiro de 2020 Nenhum comentário

Você sabe o que é essa infecção que atinge de 3 a cada 4 das mulheres pelo menos 1 vez na vida?

O QUE É CANDIDÍASE ? 

A candidíase é uma infecção causada pelo fungo Candida Albicans, que se aloja comumente na área genital, provocando coceira, secreção e inflamação na região. O micro-organismo vive normalmente no organismo sem causar danos, mas, em situações de desequilíbrio, aumenta a população e passa a ser danoso para o corpo. Isso acontece especialmente entre as mulheres, já que o fungo habita a flora vaginal.

Ela é mais famosa por afetar os órgãos genitais femininos, mas pode aparecer em outras regiões como:

  • Órgãos genitais masculinos;
  • Pele;
  • Unhas;
  • Garganta;
  • Boca;
  • Corrente sanguínea.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE CANDIDÍASE ? 

O tipo de candidíase depende mais do local em que ela aparece.

Candidíase Vaginal: 

A forma mais comum da candidíase, acomete mulheres que estejam com um sistema imunológico mais fraco ou com a flora vaginal desequilibrada. Nesses casos, o fungo, que já está presente no organismo, consegue se replicar mais, já que o corpo perde os recursos necessários para contê-lo.

Candidíase Oral:

A candidíase oral pode ser diagnosticada em crianças, idosos, diabéticos, em adultos após o contato íntimo desprotegido e pacientes em fase de tratamentos que comprometem o sistema imunológico. Ela é caracterizada por pequenas aftas na boca e dificuldade para engolir.

Candidíase Masculina (Balanopostite) :

A candidíase no pênis não é tão comum como a candidíase vaginal, porém merece cuidados quando se manifesta. Na maioria dos casos, a vulnerabilidade no organismo causada por problemas de saúde é fator primordial para que o fungo se reproduza em excesso no homem. Diabetes e higiene precária são fatores comuns.

Candidíase Invasiva:

O quadro recebe vários nomes, como candidíase disseminada ou invasiva e ocorre principalmente pessoas com um sistema imunológico enfraquecido. Pode atingir recém-nascidos de baixo peso e hospedeiros imunocomprometidos, ou seja, acaba sendo uma infecção hospitalar. Nesse caso, o fungo atinge a corrente sanguínea, podendo afetar qualquer órgão (como válvulas cardíacas, cérebro, baço, rins e olhos) e causar complicações graves.

Candidíase na Pele (Intertrigo) :

É uma infecção causada na pele que pode aparecer sem outros fatores associados. Ela ocorre principalmente pelo atrito entre as peles, criando assim pequenas lesões em que surge um ambiente propício (calor, umidade e alimento) para a proliferação de bactérias e fungos.

Geralmente, as partes do corpo que estão mais vulneráveis a essa doença são dobras como:

  • Axilas
  • Virilha
  • Nádegas
  • Barriga
  • Pescoço
  • Sob as mamas
  • Entre os dedos das mãos e dos pés
  • Parte interna das coxas.

Candidíase de Esôfago:

As esofagites de causa infecciosa causada pelo fungo Candida Albicans é o mais raro dos tipos de inflamações no esôfago e predominam nos pacientes de baixa imunidade, principalmente os portadores de AIDS e câncer. A candidíase de esôfago é mais comum em idosos e raramente acomete crianças, exceto quando há comprometimento de imunidade.

QUAIS SÃO AS CAUSAS ?

Como já dito, o principal causador da candidíase vaginal é o fungo Candida Albicans. Esse fungo já existe em pequenas quantidades no organismo da mulher e vive em equilíbrio com a flora vaginal. No entanto, alguns fatores podem levar ao seu desequilíbrio no organismo, levando o fungo a se reproduzir e a causar sintomas.

Áreas quentes e úmidas são mais propícias para o fungo se propagar. Por isso que as partes íntimas, zonas de dobra de pele e garganta e boca são mais propícias ao aparecimento do problema.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS ?

– Ardor, coceira e inchaço na região genital;
– Fissuras na mucosa genital que lembram assadura;
– Corrimento esbranquiçado;
– No homem, aparece vermelhidão e uma espécie de nata na ponta do pênis;
– Aftas;
– Dor ao engolir alimentos.

QUAIS OS FATORES DE RISCO ?

– Relação sexual sem preservativo ;
– Roupa íntima apertada e de material sintético ;
– Ficar muito tempo com maiô e biquíni molhado ;
– Diabetes ;
– Obesidade ;
– Gravidez ;
– Deficiência imunológica causada por doenças como aids e câncer ;
– Tratamento corrente com antibióticos.

COMO PREVENIR ?

Para afastar a ameaça da candidíase vaginal, a higiene da região deve ser feita com sabonete de pH neutro. Dar preferência, é melhor optar pela calcinha de algodão, não usar absorvente íntimo todo os dias e evitar roupas muito justas ou molhadas por tempo prolongado.

Não abrir mão da camisinha nas relações sexuais previne o contágio entre os parceiros.

Pessoas com a imunidade comprometida, como portadores de HIV ou em tratamento contra o câncer, precisam de cuidados extras para prevenir a infecção pelo fungo. Lembre-se: a candidíase é uma doença oportunista.

RECOMENDAÇÕES MÉDICAS

Caso você apresente coceira, dor e vermelhidão na área genital, aliadas ou não de corrimento vaginal branco e espesso, procure um médico imediatamente.

Especialistas que podem diagnosticar uma candidíase vaginal são:

  • Ginecologista
  • Clínico geral.

CANDIDÍASE TEM CURA ?

Sim, a candidíase tem cura.

A maioria das infecções por candidíase podem ser tratadas com medicamentos com ou sem receita médica. O tratamento dura cerca de uma semana, mas, se a candidíase surgiu por causa de algum problema no sistema imunológico, você deve consultar um médico.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.