Saúde

Sinusite: Como identificar?

Por 26 de junho de 2019 Nenhum comentário

O aumento dos casos de resfriados e gripes nos dias mais frios e secos típicos do inverno, traz como consequência a maior ocorrência de sinusites. Os sintomas da sinusite, que também pode ser chamada de rinossinusite, podem variar de acordo com a causa da doença e com a saúde e sensibilidade geral de cada pessoa.

 

O que é a sinusite?

Sinusite é a inflamação das mucosas dos seios da face, região do crânio formada por cavidades ósseas ao redor do nariz, maçãs do rosto e olhos.

Os seios da face dão ressonância à voz, aquecem o ar inspirado e diminuem o peso do crânio, o que facilita sua sustentação. São revestidos por uma mucosa semelhante à do nariz, rica em glândulas produtoras de muco e coberta por cílios dotados de movimentos vibráteis que conduzem o material estranho retido no muco para a parte posterior do nariz com a finalidade de eliminá-lo.

A doença pode ser secundária a uma infecção, quadro alérgico ou qualquer fator que atrapalhe a correta drenagem de secreção dos seios da face.

O que causa a sinusite?

A sinusite pode ser causada por agentes infecciosos, como bactérias, fungos e vírus. Ou, pode ser causada por fatores alérgicos também. Assim, a infecção se desenvolve após a abertura do seio bloqueado no nariz.

Essa infecção pode se espalhar para os seios da face por um abcesso na raiz de um dente. Às vezes, a sinusite pode ser causada por mergulho em águas sujas, por exemplo.

Ainda mais, poeira, choque térmico e cheiros ativos são listados como desencadeadores da rinopatia alérgica. Há ainda, casos mais raros que levam à sinusite, como a presença de um tumor.

 

Quais os tipos de sinusite?

A inflamação que provoca a sinusite tem diversos tipos, como:

  • SINUSITE VIRAL

Acontece na grande maioria das vezes, em cerca de 80% dos casos, devido a um resfriado simples, e surge em pessoas com sintomas de corrimento nasal, geralmente transparente ou amarelado, mas que também pode ficar esverdeado.

Este tipo de sinusite causa sintomas mais leves ou suportáveis e, quando há febre, não costuma passar os 38ºC. Além disso, a sinusite viral pode estar acompanhada de outros sintomas de virose, como dor na garganta, conjuntivite, espirros e obstrução do nariz.

  • SINUSITE FÚNGICA 

A sinusite fúngica costuma estar presente em casos de pessoas que têm uma sinusite persistente, que não melhora com o tratamento e com sintomas se arrastam por muito tempo. Nestes casos, pode haver sintoma apenas localizado em um região da face, e, geralmente, não provoca outros sintomas como secreção pelo nariz e febre.

  • SINUSITE BACTERIANA

A sinusite causada por uma infecção por bactéria acontece em apenas 2% dos casos desta doença, e costuma ser suspeitada quando há febre acima de 38,5ºC, forte dor na face e secreção de aspecto purulento pelo nariz e garganta, ou quando os sintomas, mesmo que leves, persistem por mais de 10 dias.

  • SINUSITE ALÉRGICA

Os sintomas de sinusite alérgica são parecidos com os de sinusite viral, entretanto, acontece em pessoas que tiveram uma crise recente de rinite alérgica, ou que se expuseram a situações que costumam causar espirros e alergias em algumas pessoas, como frio intenso, ambiente seco, roupas guardadas ou livros velhos, por exemplo.

É comum que as pessoas que apresentam uma crise de alergia tenham, também, coceira no nariz e na garganta, espirros frequentes e vermelhidão dos olhos.

Quais são os principais sintomas?

Em geral, suspeita-se de sinusite quando há 2 ou mais deste sintomas:

  • Pressão ou dor facial;
  • Redução ou perda do olfato;
  • Febre alta;
  • Nariz entupido e muco grosso e amarelo;
  • Dor no ouvido;
  • Tosse;
  • Garganta inflamada;
  • Mau hálito;
  • Fadiga ou irritabilidade;
  • Corrimento;
  • Náusea.

Como identificar sinusite em bebês e crianças?

No caso de bebês ou crianças,  para saber se há sinusite infantil, deve-se estar atento:

  • Presença de secreções nasais;
  • Irritabilidade;
  • Febre;
  • Sonolência;
  • Dificuldade para amamentar.

O diagnóstico é clínico, e o médico se atentará aos principais quesitos. Além disso, o especialista poderá pedir o exame de sangue, pois ele indicará se há a presença de bactérias. Exames de imagem, como a tomografia, raramente são pedidos quando se trata de crianças pequenas, exceto quando a sinusite pode ser causada por complicações ósseas.

 

Como posso evitar a sinusite?

Embora afete somente a região da face, a sinusite chega a ser um problema incapacitante para muitos. Por causar dores de cabeça, congestão nasal e sensação de pressão no rosto, ela atrapalha até mesmo as tarefas mais simples do dia a dia. Por isso, conheça 3 maneiras de evitar esse problema:

  • BEBA ÁGUA: 

A ingestão de água fluidifica todas as secreções do corpo e, por isso, é uma medida essencial para quem deseja combater a sinusite. Beber bastante líquido ganha ainda mais importância no caso da sinusite causada por vírus e bactérias. Isso porque o processo infeccioso pode causar febre, aumentando a sudorese e a perda de água. Repor essa quantia perdida é fundamental para o bom funcionamento do organismo.

  • PROTEJA-SE DO FRIO:

O nariz é responsável por aquecer, umedecer e filtrar o ar. A respiração costuma ficar um pouco mais difícil em temperaturas baixas, já que é necessário reter o ar por mais tempo na cavidade nasal para que seja aquecido antes de chegar aos pulmões. Assim, há um risco maior de acúmulo de secreções que podem levar à sinusite. Por isso, antes de sair à rua, proteja boca e nariz com um lenço ou um cachecol, evitando a entrada direta de ar gelado.

  • ELIMINE ALÉRGENOS DO AMBIENTE:

Quem sofre de alguma alergia respiratória sabe: basta entrar em contato com pó, pelo ou seja qual for o alérgeno e já começam os espirros, a coceira nos olhos e o inchaço das estruturas nasais. Esta última reação, entretanto, pode ser determinante na evolução para um quadro de sinusite. Quem sofre de sinusite deve primeiramente tratar a rinite alérgica, assim, o tratamento consistirá em afastar da rotina os fatores que causam as crises.

Recomendações

Na presença dos sintomas que indiquem sinusite, que estejam acompanhados de febre, secreção purulenta pelo nariz, e dor intensa na face, deve-se procurar o atendimento do médico especialista, que irá recomendar o tratamento adequado para a doença.

Especialistas que podem diagnosticar a sinusite são:

  • Otorrinolaringologista
  • Clínico geral
  • Pediatra.

Comente!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.